quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Projeto Travessia encerra ciclo de formações de 2017

O ciclo de formações do Projeto Travessia, em 2017, encerra nesta quinta-feira (23), com a conclusão do último momento de estudos com os educadores. Sediado na GRE do Agreste Meridional, para os professores do Ensino Médio, e na Escola Professora Elvira Viana, para os docentes do Ensino Fundamental, o encontro iniciou na terça-feira (21) e recebe representantes das Gerências Regionais de Palmares, Floresta e Afogados da Ingazeira. 

Nas duas etapas de ensino, a formação é voltada para o 1º Módulo do Projeto Travessia, trabalhando com as disciplinas de Português, Biologia, Filosofia, além dos percursos livres de Português e Matemática. Na pauta, também constam, ainda, a apresentação do projeto pedagógico complementar “corpo e movimento”.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

ETE Governador Eduardo Campos promove intervenção comunitária com o projeto "Adote uma Escola"

Estudantes e professores da Escola Técnica Estadual (ETE) Governador Eduardo Campos, em São Bento do Una, vêm demonstrando que lugar de aprendizagem não é só na sala de aula. Com o projeto de extensão “Adote uma Escola”, a unidade de ensino soma a necessidade de aliar teoria e prática com a importância de atuar positivamente na comunidade, por meio da intervenção técnica em laboratórios de informática de escolas municipais. 

A iniciativa, liderada pelo professor da base técnica de Rede de Computadores Anderson Alves, envolve os estudantes da disciplina Montagem e Manutenção de Computadores em visitas de diagnóstico nas escolas da rede municipal de São Bento do Una, com o intuito de verificar quais equipamentos estão em desuso por falta de manutenção e quais as necessidades de reparo para que voltem a servir à comunidade escolar. A partir disto, os alunos elaboram um plano resolutivo, sob a supervisão dos professores do curso, cuja manutenção ocorre prioritariamente com a reutilização de peças.

“A contribuição pedagógica com este trabalho é facilitar o ensino e a aprendizagem do aluno, trabalhando conjuntamente teoria e prática. Além de termos laboratórios para a prática dos estudantes, a ideia é que eles possam trabalhar de fato na área, e nada melhor do que inseri-los em um local no qual possam exercitar tudo aquilo que aprenderam”, avalia o professor Anderson Alves. E os frutos sociais do projeto estão sendo reconhecidos pelos próprios alunos participantes. “Uma das coisas mais positivas é que, além do conhecimento que adquirimos, nós também tivemos a oportunidade de ajudar outros alunos para que eles voltassem a ter acesso aos laboratórios”, observou Maria Sabrina Cavalcante da Costa Silva, aluna do 1º do curso técnico em Redes de Computadores na modalidade médio integrado.

Desde a primeira visita de intervenção, realizada no dia 03 de novembro, duas escolas do município já foram atendidas pelo projeto. Ao final do ano letivo, a expectativa dos realizadores é que seja efetivada a manutenção integral dos equipamentos e entrega dos espaços para utilização regular da comunidade escolar, com computadores e rede em pleno funcionamento. Além disso, o projeto prevê uma etapa formativa, em que o público beneficiado seja sensibilizado quanto ao uso adequado dos equipamentos e ambientes de informática, a fim de prolongar a vida útil dos equipamentos.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Seminário integra profissionais do PNAIC com o Programa Novo Mais Educação

Numa articulação entre os profissionais da Educação Infantil que trabalham com o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) com os Articuladores e Mediadores do Programa Novo Mais Educação (PNME), a GRE do Agreste Meridional promoveu ontem (16) o I Seminário de Abertura, com o objetivo de apresentar o Programa e o tema “Alfabetização e Letramento na busca da qualidade da aprendizagem dos estudantes”, tomando como metodologia Projeto Pedagógicos.

O Seminário foi realizado pela Unidade de Acompanhamento da Educação Infantil e Anos Iniciais (UEA) e contou com 08 profissionais das escolas estaduais Pe. Antonio Callou (Canhotinho), Professora Elisa Coelho, Simoa Gomes e Duque de Caxias (Garanhuns). Segundo depoimento dos participantes, o encontro foi de grande valia por ter atingido a prática de sala de aula, trazendo grandes contribuições para a melhoria do trabalho pedagógico.

O PNAIC - Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é um compromisso formal e solidário assumido pelos governos Federal, do Distrito Federal, dos Estados e dos Municípios, desde 2012, para atender à Meta 5 do Plano Nacional da Educação (PNE), que estabelece a obrigatoriedade de “Alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3º (terceiro) ano do ensino fundamental”.

Formação da EJA aborda Livro de Didático

A Secretaria de Educação de Pernambuco, por meio da Gerência de Políticas Educacionais de Jovens, Adultos e Idosos, realiza entre os dias 16 e 17 de novembro mais uma ação do Programa de Formação Continuada em Serviço para Professores da EJA. A GRE do Agreste Meridional sedia o evento e recebe as Gerências Regionais sediadas em Palmares, Vitória, Caruaru, Limoeiro e Nazaré da Mata.

O tema para a formação é “Potencializando o Uso do Livro Didático”. Com ele, espera-se que os participantes reconheçam o livro didático como um importante instrumento de trabalho para estudantes e professores, contemplando possibilidades de uso significativo desse recurso na prática docente.

Assim, o livro didático foi abordado a partir de suas diferentes perspectivas, com análise de situações de uso desta ferramenta na EJA, além de atividades práticas de planejamento e desenvolvimento de ações compartilhadas.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Café Filosófico envolve professores de Ciências Humanas em momento formativo

Uma proposta diferenciada envolveu professores de História, Geografia, Sociologia e Filosofia da rede estadual em mais um momento formativo na GRE do Agreste Meridional. Na manhã de ontem (16), os docentes participaram do “I Café Filosófico”, uma maneira interativa de debater o tema “Provocações e perspectivas para o ensino de Ciências Humanas na atualidade”. 

A ideia foi estimular o diálogo integrado entre as disciplinas que compõem a área e, assim, promover reflexões acerca de temáticas que transcendem a fragmentação das disciplinas e que articulem teoria e prática, reflexão e ação. A rodada de apresentações que antecedeu os debates trouxe como temas o ensino de humanas no século XXI: contribuições da Antropologia Reflexiva; materialismo histórico: a emergência da apolítica marxiana; metodologia regressiva: uma visão da história do presente; e harari: a mudança da autoridade para algoritmos e o futuro da educação. Logo após, foi aberto um espaço de troca de ideias, compartilhamento de experiências e sistematização de demandas dos profissionais da rede estadual.

O debate em formato de Café Filosófico surgiu com a prática dos professores Pedro Teixeira, Wellington Brito e Marcos e Diego Carneiro em sala de aula. Após compartilhar a experiência com a GRE, o projeto foi expandido para atender à demanda de formação docente entre os demais educadores da região. “Procuramos levar temas necessários para uma formação mais crítica do educador. A discussão fluiu bastante e esperamos que as provocações feitas tenham servido como um convite aos professores para construir espaços de debate que envolvam professores e alunos nas escolas. Foi um momento de troca de ideias extraordinário”, explica e avalia o professor Wellington Brito, um dos realizadores da ação.

A gerente da GRE do Agreste Meridional, Adelma Elias, aprovou o trabalho realizado pela equipe. “A formação continuada de professores pressupõe, sobretudo, movimento de troca. E dessa vez a troca de experiências, saberes (histórias e estórias) foi regada pelo amor que inspira a docência dos que fazem das ciências humanas a possibilidade de modificar a compreensão de mundo dos educandos. O sabor do café propiciou aos nossos professores debater as principais desafios e possibilidades da área, durante nosso Café Filosófico. Experiência rica e oportunidade única de potencializar e integrar o ensino das componentes curriculares constituintes desta tão importante área do conhecimento”, comenta.

Letramento digital é tema da última formação para professores de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental em 2017

Com o tema “Produção de textos na perspectiva do letramento digital e da multimodalidade”, a GRE realizou hoje (16) a IV formação continuada para professores de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental Anos Finais. O encontro teve como objetivo discutir e construir conceitos relativos à produção de textos multimodais na perspectiva do multiletramento. 

Durante a formação, que contou com palestra, apresentação oral e vídeo, foram sugeridas ferramentas digitais disponíveis na internet para o trabalho com este tipo de produção textual. Além disto, foi oportunizada aos participantes a troca de conhecimentos e socialização de práticas didáticas. 

As formações continuadas para professores do Ensino Fundamental Anos Finais são planejadas e executadas pela Coordenação Geral de Desenvolvimento da Educação (CGDE), por meio do Núcleo de Formação Continuada (NFC) da GRE.

De Garanhuns, medalhista de Ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática recebe premiação no Rio de Janeiro

Após competir com 18 milhões de estudantes, cerca de 500 jovens de todo o país participaram na última terça-feira (14) da premiação de medalha de ouro da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBEMP), que aconteceu no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Entre eles, Augusto Sérgio Belarmino Leite, da Escola Professora Elvira Viana. Com 13 anos de idade e estudante do 8º ano do Ensino Fundamental, ele recebeu a medalha de ouro ao lado da gerente da GRE do Agreste Meridional, professora Adelma Elias.


Antes de receber o resultado, divulgado no final de 2016, Marcelo já demonstrava confiança no seu desempenho. “Estava muito ansioso pelo resultado da olimpíada porque eu havia estudado bastante e sabia que tinha feito uma boa prova. Enquanto esperava o resultado eu dizia a minha mãe: ‘eu vou ganhar a medalha de ouro, eu sei que vou’. Estou muito feliz”, comentou o aluno que, de acordo com os professores da escola, se destaca em todas as disciplinas. 

Os estudantes Elian Alessandro Lima dos Anjos e Letícia Costa Oliveira Silva, ambos da Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra (Garanhuns), também fizeram bonito na OBEMP. Eles marcaram a presença no pódio recebendo medalhas de bronze. Além deles, outros 44 estudantes do Agreste Meridional foram contemplados com Menção Honrosa na competição. 

A OBMEP é realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada e financiada pelo MEC - Ministério da Educação e pelo MCTIC - Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A premiação realizada nesta semana corresponde ao resultado da edição de 2016. De acordo com o IMPA, 99,6% municípios brasileiros tiveram inscritos naquele ano.

Rede Estadual inicia matrícula para ano letivo de 2018

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Educação, inicia seu processo de matrículas da Rede Estadual de Ensino para o ano de 2018. O cadastro escolar teve início nesta quinta-feira (16 de novembro), às 7h, exclusivamente pelo endereço eletrônico: www.matricularapida.pe.gov.bre segue até o dia 30 de dezembro. São mais de 175 mil vagas ofertadas para estudantes novatos em toda a Rede, para os ensinos fundamental e médio.


Do dia 02 a 17 de janeiro, ocorre a efetivação do cadastro, que deverá ser realizada diretamente nas escolas. Para a confirmação da matrícula dos estudantes, os pais e/ou responsáveis devem apresentar os seguintes documentos: número da inscrição online, cópia da certidão de nascimento, comprovante de escolaridade, 01 foto 3x4 recente, comprovante de residência com CEP, Documento de Transferência, cópia da carteira de vacinação, comprovante de tipo sanguíneo e fator RH.

Os estudantes já matriculados na Rede Estadual terão automaticamente suas vagas confirmadas. Das mais de 175 mil vagas ofertadas, 93.167 estudantes oriundos da rede municipal também já estão com suas matrículas reservadas, ou seja, não precisarão participar deste processo na internet, pois já estão automaticamente matriculados na Rede Estadual. As vagas remanescentes para estudantes novatos na Rede Estadual totalizam 82.080, sendo 16.987 na capital, 18.671 na Região Metropolitana e 46.422 no interior. Destas, 32.266 são para o ensino fundamental, incluindo anos iniciais e finais; e 49.814 para o ensino médio, incluindo Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Apenas nas Escolas de Referência em Ensino Médio (Erem) serão ofertadas 10.056 vagas, sendo 3.342 na RMR e 6.714 no interior do Estado. O processo de ingresso nas Escolas Técnicas Estaduais (ETE) é diferente do cadastro escolar, feito mediante teste de seleção. Inclusive, as inscrições para o ano letivo 2018 das ETE encerraram no último dia 12.

O serviço de atendimento telefônico continuará disponível apenas para dúvidas e informações: 0800 286 0086, das 7h às 21h, de segunda a sábado, durante os meses de novembro e dezembro. “O mais importante neste processo é garantirmos vagas para todos os estudantes que desejem se matricular na nossa rede e não deixar nenhum jovem com idade escolar fora da escola”, destaca o secretário estadual de Educação, Fred Amancio.

Ao iniciar o cadastro, as informações deverão ser preenchidas até o final, pelo pai ou responsável, ou mesmo pelo próprio estudante, quando maior de 18 anos. São solicitadas informações como nome completo, data de nascimento, escola de origem, escola que pretende estudar com série e turno, além de nome do responsável com endereço e telefone para contato. Ao final, será gerado um protocolo que é a confirmação da matrícula realizada e que deve ser anotado e/ou impresso. Posteriormente, com este número de protocolo, o estudante se dirige à escola que se matriculou para entregar os documentos necessários.

Para auxiliar o acesso ao sistema, um conjunto de escolas que têm laboratórios de informática com internet estará acessível para a comunidade escolar que não tem acesso à internet poder realizar a matrícula. O início do ano letivo está previsto para 05 de fevereiro de 2018. A Rede Estadual possui 1.057 escolas distribuídas por todos os municípios de Pernambuco e atende aproximadamente 603 mil estudantes matriculados.

Fonte: SEE

terça-feira, 14 de novembro de 2017

GRE realiza formação para professores de Matemática do Ensino Médio

Encerrando o calendário de formações para professores de Matemática do Ensino Médio, o Núcleo de Formação Continuada (NFC) realizou hoje (14) o quarto momento de estudos referente ao último bimestre letivo de 2017. As discussões e práticas foram direcionadas para as funções exponenciais e logarítmicas, com um olhar focado nos papéis fundamentais que desempenham na Matemática.

Orientação sobre legislação escolar chega às escolas particulares do Agreste Meridional

A Célula de Normatização do Sistema Educacional (CNS) da GRE reuniu, ontem (13), na sede da Gerência, chefes de secretaria de instituições particulares de ensino da região. O objetivo foi orientar a rede privada acerca do preenchimento de documentos de escrituração e outras particularidades da legislação escolar.

Com pauta semelhante à reunião voltada para os profissionais da rede pública, ocorrida no último dia 05 de outubro, o momento foi respaldado pela legislação vigente para realizar alinhamentos e fortalecer o trabalho das unidades de ensino na oferta de educação. Para isto, entraram em discussão assuntos como classificação e reclassificação; permanência do estudante na escola; registro de nome social nos documentos escolares; atestados médicos, licenças para gestantes e atividades domiciliares; além de abordagens específicas à escrituração escolar, como a emissão adequada do histórico escolar.

Este encontro fez parte de uma iniciativa de orientação da Célula de Normatização do Sistema Educacional (CNS) da GRE voltada para as redes estadual, privada e municipais que compõem o Sistema de Ensino de Pernambuco.